Páginas

Participe você também!

Contato: lab.mario.andrade@gmail.com
Caso queira colaborar com a produção do nosso Blog, entre em contato, ou envie sua publicação!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

No  dia 11 de novembro de 2014, a “Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade” completou 10 anos.
Neste boletim mostramos algumas práticas que a biblioteca escolar desenvolveu com os alunos.




quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Biblioteca Escolar e as Práticas Teatrais

                   
               Neste ano de 2014 foram realizados com os alunos do 4° Ano A, da Professora Juliana, leituras para os alunos do Infantil IV A, da professora Márcia. Estas leituras tiveram um incremento: viraram representação teatral dos contos, fazendo com que além de representar montassem cenários e figurinos.
             Algumas das representações teatrais do 4° ano foram baseadas em contos como: OS Três Porquinhos, A Bela e a Fera, O Mágico de Oz, João e Maria, Até as princesas soltam pum e Malévola (baseado no conto da Bela Adormecida).
                No caso da Infantil IV B, da professora Sueli, os alunos representaram o conto do Chapeuzinho Vermelho com fantoches e adoraram participar desta aprendizagem.
                “A criança cresce aprendendo ao imitar os mais velhos, e com a utilização do teatro como método educativo, ela vai aprendendo ao imitar, ao criar os personagens e ao atuar. O teatro é uma forte ferramenta pedagógica que tem o potencial de transformar a teoria da História em prática vivida/representada pelos alunos, facilitando a aprendizagem” (*).

Fonte: Metodologias de Ensino- Jogos, Teatro e Contação de História (Professora Rafaela Molina)



Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Dia da Família 2014

         
           Aconteceu no dia 29 de novembro de 2014 o dia da família. Foi uma atividade coletiva com pais e filhos, com jogos e brincadeiras, na qual os alunos conheceram estes jogos durante o período de aula, e no dia compartilharam com seus familiares.
            As alunas do 5°ano A entrevistaram alguns pais. A primeira foi Meire (mãe do aluno Fernando, do 5°A). Disse ela que se divertiu bastante com esses jogos (Mancala e Dominó). Comentou que Dominó marcou mais a sua infância, e acha importante ter um dia da família na escola. Sua diversão na infância era pular amarelinha e brincar de corrente e que costuma, às vezes, jogar Dominó com seu filho. 
            Também entrevistamos Thamy (mãe da Laura, do 2°A). Diz ela que a sensação de jogar esses jogos é muito diferente e legal. O jogo que ela conhece é jogo da velha, que marcou muito sua infância; acha muito importante ter um dia da família na escola e falou que, quando pequena, sua diversão era brincar na rua, pular amarelinha e brincar de bolinha de gude. Thamy disse que brinca muito com sua filha.
            Um dos outros pais que entrevistamos foi Carlos (pai de Renan, do infantil III). Perguntamos para ele qual seria a sensação de jogar esses jogos e ele falou que era muito divertido; os jogos que mais conhece são batalha naval e futebol de botão, que marcaram sua infância; gostava também de futebol, peão e bolinha de gude. Carlos acha muito importante ter um dia da família na escola e jogar com seus filhos.
            Entrevistamos Edson (pai de Ana Luiza, do 1°A) que achou bem bacana e bem dinâmico os jogos; disse que só conhece o dominó, e que esse jogo marcou sua infância. Acha muito importante ter o dia da família na escola e a diversão dele quando criança era: Pega-Pega, Esconde-Esconde, Bolinha de Gude e etc. Edson não costuma jogar jogos com sua filha.
É MUITO IMPORTANTE OS PAIS JOGAREM JOGOS COM SEUS FILHOS.

Gabriely Rosa Rodrigues de Oliveira
Isabelle Coiado Fuzaro
Victória Yamauthi Afonso
Alunas do 5° A – participantes do Projeto “Pequenos escritores”

sábado, 13 de dezembro de 2014

Um time show de bola

    No segundo trimestre, mês de julho, os alunos do 5°ano B da professora Alexandra, assistiram na biblioteca da escola o filme “Um time show de bola”, referente ao futebol.
O filme fala sobre um menino que gostava de jogar pebolim; seu nome era Amadeo. Ele treinava todos os dias no local que trabalhava. Até que um dia um grupo de amigos apareceu e eles começaram a humilhar a todos; um dos integrantes desafiou Amadeu para uma partida de pebolim.
O grupo começou ganhando, mas no final da partida Amadeu conseguiu a vitória.
Depois de um tempo, Amadeo cresceu e já tinha sua vida e uma amiga muito próxima. Seu inimigo era rico e podia fazer qualquer coisa, por isso mandou destruir o bar onde Amadeo jogava pebolim e ao mesmo tempo trabalhava. Depois desse dia Amadeo ficou muito triste, sem saber o que fazer, e este homem o desafiou novamente para uma partida de futebol.
Nesse jogo Amadeu infelizmente perdeu e o seu grande inimigo ficou com tudo que ele tinha, mas uma coisa ele conseguiu: seu pebolim de volta.
No final do filme houve uma conversa entre os alunos e eles comentaram que gostaram do filme porque Amadeu consegue sua amiga de volta.

Geovanna Ferreira de Souza
Aluna do 5° B – participante do Projeto “Pequenos escritores”

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Atividade diversificada na biblioteca escolar

                 
                  No dia 26/11/2014, a “Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade” utilizou uma prática comum na Educação Infantil, que é a atividade diversificada, da qual participaram os alunos do Infantil V B, da professora Lilian.
                Com uma aula voltada a diferentes áreas do conhecimento, os alunos puderam interagir em diferentes espaços, de acordo com seus interesses.
                Mesa com livros e brinquedos de insetos, revistas recreio, mesa com o globo e livros de geografia e mapa-múndi, espaço do Corpo Humano, com esqueleto, dorso e livros de medicina, mesas com livros de pop-up, computadores com jogos educativos e sala de vídeo com filmes foram os espaços que os alunos tiveram para participar naquele dia.
                A biblioteca escolar constitui e disponibiliza acervos diversificados, estimulando os alunos a entrar em contato e a interagir com diferentes saberes.


Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Apresentação Teatral Infantil V

                 
                   No dia 25/11/2014, os alunos do Infantil V B e C apresentaram uma peça teatral baseada no livro “Até as princesas soltam pum”, de Ilan Brenman. Todos os alunos participaram e gostaram de representar esse lindo conto.
                “Até as princesas soltam pum” é um livro que foi lançado em outros países, mais recentemente na Suécia, Itália e Dinamarca. Além destes países, esta obra já foi traduzida para a Coreia, Espanha e Catalão.

                Se você quiser conhecer um pouco mais das obras desse autor, acesse:




Livro: Até as princesas soltam pum
Autor: Ilan Brenman
Editora: BRINQUE-BOOK

Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Entrega dos Certificados da Copa Arkos de Leitura

              No dia 01/12/2014, Sven Kottmann, um dos fundadores da Arkos, esteve na nossa escola para entregar os certificados de premiação aos alunos do 2° Ano A, da Professora Ivani, e ao 5° Ano B, da Professora Alexandra, ambos em 1° lugar no ranking Brasil.
        
                Neste percurso os alunos se dedicaram muito: no Laboratório de Informática foi disponibilizado horário extra para utilização dos computadores; net books também foram disponibilizados no recreio e os alunos do 5° Ano B utilizaram até a biblioteca no dia da comunidade para chegar em 1° lugar;  também ajudaram os alunos do 2° ano lendo livros que participavam do campeonato na sala de aula.
                Os alunos, além de conhecer várias histórias, também conhecem os autores, descobrindo outros títulos que eles têm no Projeto.
                A Arkos é uma iniciativa brasileira inspirada em projetos internacionais de grande sucesso. A ideia principal é usar a web em conjunto com conceitos conhecidos de jogos para incentivar as crianças a lerem mais, complementando, assim, o trabalho regular da escola.


Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Degustando Chucrutes

       
         No dia 30 de maio de 2014 a turma do 4º ano C fez uma culinária alemã chamada de “Chucrutes”, que é feita com salsichas, batatas e repolho.
          Vamos ver o depoimento de alguns alunos:
Tawane: “O prato típico é muito delicioso, sem a mostarda alemã (porque era muito forte) e o repolho adocicado, é mesmo muito gostoso!”.
Gyulia: “É um prato maravilhoso, porém não gostei, por causa da mostarda, do repolho e do tempero alemão; o resto estava delicioso”.
Ivana: “Gostei de tudo, menos da mostarda e do repolho. Não deviam ter colocado maçã e nem açúcar!”.
Ana Carolina: “É um prato maravilhoso, mas não como nada do que ele é feito, somente o açúcar.”.
Gabriel: “Eu gostei, porém não gostei da mostarda porque era muito forte e do repolho”.
Miguel: “Não gostei de nada, além da salsicha que estava saborosa.”.
            A turminha, que estudou sobre a Alemanha no 1º semestre, também fez um livrinho só com receitinhas alemãs! Como Pretzel, Apfelkulchen, Halzenut Spritz, Katorffelsalat (Salada de batatas), Gugelhupf e etc.
            E ainda fez muito mais!
            A professora afirma que foram eles que fizeram tudo isso.


Tawane Rangel Bueno Brandão
Aluna do 4° C – participante do Projeto “Pequenos escritores”

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

ALÍCIA E O PRÍNCIPE

                    No dia 30/10/2014 contamos uma história sobre um conto diferente.
                A história é de uma menina que gostava de um príncipe, e encontra uma bruxa que a prende em uma torre.
                Essa história foi escrita pela minha irmã, Ana Clara. Ela é bem criativa e a história surgiu quando nós estávamos brincando de escolinha. Aí, eu pedi para que ela criasse um conto de fadas; depois de escrito, quando li, vi que estava ótimo, e pedi permissão para apresentar a história para os alunos do Infantil IV A e ela deixou. Minha amiga Gabriela até inventou uma parte.
Eu tenho orgulho da minha irmã.




Maria Eduarda Gentile Dantas
Aluna do 4° A – participante do Projeto “Pequenos escritores”

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Relato de experiência em biblioteca escolar

               
                     No dia 06/11/2014 nossa escola participou de um grupo de trabalho com o tema “Ensino e história negra e indígena, a lei em prática” no CENFORPE (Centro de Formação dos Profissionais da Educação) dentro do evento do 5° SEMINÁRIO BRASIL  ÁFRICA: ENCONTROS E ENCANTOS.
                O relato feito nesse grupo de trabalho foi em relação à atividade desenvolvida na biblioteca escolar na “Semana da Consciência Negra – 2013”, com o intuito de mostrar o porquê se comemora o dia da consciência negra, como surgiu esta data, se ela é feriado nacional, quais as origens da música brasileira, o que é a 1ª Flink Sampa (Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra), a apresentação do livro “Menina bonita do laço de fita” (conto animado em vídeo) e outros assuntos relativos ao tema.
                Quando o tema foi desenvolvido na escola, vários materiais ficaram expostos sobre uma mesa para que os alunos os manuseassem: algumas biografias de autores, como Rogério Andrade Barbosa, Júlio Emílio Braz e Joel Rufino dos Santos; a Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, com a inclusão da Lei 10.639/2003; a Lei 5.947, de 17 de abril de 2009, que instituiu feriado civil o dia 20 de novembro, em homenagem à Consciência Negra, no município de São Bernardo do Campo; a exposição do livro “A ESCRAVIDÃO EM SÃO BERNARDO, NA COLÔNIA E NO IMPÉRIO” de Jose de Souza Martins e vários vídeos sobre o tema.
                Em outras mesas ficaram disponíveis outros títulos de livros sobre histórias africanas, de autores brasileiros e africanos.
                Na participação da turma da professora Vania, à época, houve a contação do livro “Diamante Negro”, reproduzido num grande livro de chão, confeccionado pelos alunos da mesma professora na Emeb Marineida Meneguelli de Lucca.
                Outros alunos, como o Enzo, da prof. Rita, quando foi apresentada a música “As Rosas não falam”, cantada pelo Cartola,  lembrou que era a música preferida que seu tio sempre ouvia.
                Os alunos dessa mesma turma, quando viram as biografias expostas na mesa, lembraram que quando visitaram a FELISB, naquela ocasião, participaram da apresentação do autor Rogério Andrade Barbosa, cuja biografia estava exposta na biblioteca.
                Na opinião de Rita Rodrigues, professora da Emeb Ramiro Gonçalez Fernandes e participante do seminário, ”a palestra apresentada pelo agente de biblioteca escolar Roberto foi de muita importância e utilidade para os participantes. Além de contribuir com sua experiência, foi de grande valia a socialização dos materiais didáticos utilizados em seus projetos. Eu gostei muito e tenho certeza de que os colegas participantes enriqueceram os seus conhecimentos, os quais embasarão ainda mais as nossas práticas no ensinar”.



Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Dengue

           
                Os agentes de saúde da UBS Vila Dayse estiveram no dia 19/11/2014 na Emeb Mário de Andrade apresentando uma peça teatral sobre o tema da “Dengue”.
                A Ipinha apresentou um personagem chamado Costelinha, muito simpático e descontraído; ele leva a vida numa boa, até que a Ipinha lhe pergunta como ele se comporta com a água parada da sua caixa d’água e ele responde que não faz nada, nada mesmo; com dor no corpo, ele começa a falar que tem como animal de estimação um mosquito que sempre está ao seu lado, em todo lugar que ele vai o mosquito o acompanha.
                Com esse sintoma, o Costelinha é informado que precisa procurar um médico para descobrir o que tem. Se apresentar os sintomas da dengue, ele tem que ficar em repouso.
                A aluna Luiza Pasqualetti (Infantil V A), conversou com o Costelinha e falou que não pode deixar água parada em baldes ou garrafas, pois nesses lugares podem criar as larvas do mosquito da dengue.
                O Costelinha perguntou para a aluna Julia Peixoto (Infantil IV A) se pode jogar água sanitária no aquário. E ela respondeu que não, pois se jogar água sanitária os peixinhos morrem.
                A preocupação sobre este tema faz parte da intensificação da campanha de prevenção contra a dengue, diante do aumento do número de casos da doença no Grande ABC; as prefeituras têm realizado campanhas para a conscientização da população sobre a doença.
                A doença Chikungunya, novo vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, é ameaça real na América do Sul e o Ministério da Saúde alerta estados e municípios, uma vez que os sintomas são muito parecidos, acrescidos de fortes dores articulares.
                A Prefeitura de São Bernardo do Campo conta com o auxílio do Disque-Dengue no combate a possíveis focos do mosquito Aedes aegypti.
                O munícipe pode encaminhar suas denúncias ou solicitação de informações pelo Disque-Dengue, no 0800 19 5565. A Prefeitura também recebe denúncias de possíveis focos pela Rede Fácil, Ouvidoria (telefone 156) e pelo e-mail do  Centro de Controle de Zoonoses, o CCZ (ccz@saobernardo.sp.gov.br).

Fonte:

Vamos combater o mosquito da dengue, acesse:



Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade