Páginas

Participe você também!

terça-feira, 24 de maio de 2016

Tangram


              Utilizamos o Tangram para explorar as formas geométricas: quadrado, triângulo e paralelogramo. Com ele, os alunos investigam as propriedades relativas à quantidade de lados e vértices e passam a utilizar esses termos da linguagem geométrica.

Ao manusear as peças do tangram, o aluno desenvolve também a habilidade de compor e decompor figuras, o que favorece a discriminação, a memória visual e a localização espacial.

Ao montar figuras com as peças do tangram, os alunos percebem que com frequência precisam refazer a atividade tentando várias vezes até conseguir a figura inteira. Esse processo auxilia no desenvolvimento de atitudes importantes para aprender, como a perseverança para resolver problemas e a busca por processos mais reflexivos para solucionar desafios.

As atividades envolvem a exploração das peças, o preenchimento e a criação de silhuetas construídas com as peças do tangram, pesquisas sobre o material e as várias lendas existentes, que foram socializadas em sala de aula pelos alunos. Também foram propostos desafios com jogos do tangram no LAB, com os computadores e na sala de aula com os nets.

Parabéns aos alunos dos 3° anos A e C, que se dedicaram e se envolveram com as propostas.

 


 
Prof.ª Ana Claudia
3° Anos A e C

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Viajando no Espaço


               No 1° trimestre de 2016 a turma do 2° Ano B do Ciclo II, Prof.ª Vania Zen, pesquisou sobre o conteúdo “Sistema Solar”.

Em suas pesquisas, descobriram muitas características de cada Planeta e em 04/04/2016 compartilharam suas pesquisas e trabalhos com toda a escola e com seus pais.

A Prof.ª Vania Zen utilizou a estratégia de “Seminário” com os alunos para que os mesmos se apropriassem dos conteúdos estudados.

Foi um sucesso!!!

 

 


 
Prof.ª Vania Zen
2° Ano B do Ciclo II

quarta-feira, 11 de maio de 2016

sábado, 7 de maio de 2016

Se as coisas fossem mães...



Se minha mãe fosse jardineira,

Eu me apaixonaria

Por ela e diria:

-me regue minha

bela jardineira!

(Rafaela Trindade)

 

Se minha mãe fosse uma rosa

Seria bela e cheirosa.

Se minha mãe fosse

Uma nuvem

Eu seria suas gatinhas.

(Laura)

 

Se minha mãe

Fosse um anjo

Eu seria uma semente

E quanto mais ela chorasse

Mais eu crescia mais eu crescia alegremente.

(Júlia Perucci)

 

Se a flor fosse mãe,

Seria a mãe das plantinhas,

Se aliviaria para o sol

Para proteger suas filhinhas.

(João Vitor)

 

Se minha mãe fosse elefanta,

Elefantinho eu seria,

Amarraria minha tromba,

No seu rabinho e a seguiria.

(Prof. Rita Bonesso)

 

Se minha mãe fosse viva,

Eu a abraçaria

Mas como ela esta longe

Eu desejo a todas as mães um grande abraço.

(Roberto)

 

Feliz dia das mães.



Obs: Leitura e textos baseado no livro: “Se as coisas fossem mães” da Escritora Sylvia Orthof

Editora Slngular.

Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Projeto “Agentes mirins contra o mosquito Aedes Aegypt”


Os alunos do 2° Ano B do Ciclo II,  da Professora Vania Zen, a partir desta semana se transformaram em “Agentes mirins contra o mosquito Aedes Aegypt” da escola e do bairro Anchieta.

Tiveram esta ideia, desde quando perceberam, através das pesquisas, que muitos moradores do Bairro Anchieta haviam sido picados pelo mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Agora a escola e o Bairro Anchieta estarão mais protegidos!!!

Todos contra o mosquito.

 
 
 

 
Prof.ª Vania Zen

2° Ano B do Ciclo II

segunda-feira, 2 de maio de 2016

sábado, 30 de abril de 2016

Projeto Coletivo 2016


Todos os anos nossa escola desenvolve um projeto coletivo envolvendo alunos, professores e funcionários no estudo de um tema em comum.

Em 2016 vamos trabalhar questões relacionadas à sustentabilidade e à mudança de atitudes que envolvem esse processo.


Convidamos vocês para fazerem parte desse projeto, dando sugestões e colaborando no desenvolvimento das atividades.


Apresentamos, a seguir, o projeto “Transformando atitudes, reciclando ações".

 Participe com a gente!!!

 

EMEB MÁRIO DE ANDRADE                     -           PROJETO COLETIVO 2016

TRANSFORMANDO ATITUDES, RECICLANDO AÇÕES
Tema: SUSTENTABILIDADE, DIVERSIDADE E SAÚDE NA ESCOLA

“A capacidade de recuperação da comunidade de vida e o bem-estar da humanidade dependem da preservação de uma biosfera saudável com todos seus sistemas ecológicos, uma rica variedade de plantas e animais, solos férteis, águas puras e ar limpo.” (Preâmbulo da Carta da Terra)

JUSTIFICATIVA DO PROJETO

A questão ambiental é um assunto cada vez mais em pauta na sociedade e ela pode estar integrada às práticas cotidianas de uma escola.

 “O convívio escolar será um fator determinante para a aprendizagem dos valores e atitudes. Considerando a escola como um dos ambientes mais imediatos do aluno, relação a elas se darão a partir do próprio cotidiano da vida escolar do aluno.” (PCNs 2001)


Num mundo em que os recursos naturais estão cada vez mais escassos e o meio ambiente sofre processos de degradação, a sustentabilidade nas escolas é de extrema importância.

Os alunos (crianças e adolescentes) de hoje serão os responsáveis pelas ações econômicas, políticas e administrativas do futuro. Logo, é importante que estes conheçam a importância de preservar o meio ambiente e de usar os recursos naturais de forma racional.

Além de conhecimentos teóricos nesta área, a escola pode trabalhar com ações sustentáveis práticas, que criem hábitos e responsabilidades nos alunos para ações atuais e futuras.

Vale ressaltar, também, que a escola deve trabalhar para que a consciência sustentável formada nos alunos possa chegar até as famílias e outros grupos sociais e ambientes frequentados por esses estudantes.

Não podemos deixar de destacar a ação educadora dos professores nesse processo. É de fundamental importância que eles não atuem como meros transmissores de conteúdos sobre a sustentabilidade. Devem acreditar e praticar, motivar e se envolver nos projetos e ações para que os bons resultados sejam colhidos.

A educação está atrelada às atitudes sociais, por isso, ensinar as crianças desde essa época a serem sustentáveis é fundamental para torná-las indivíduos conscientes e preocupados com os problemas ambientais. Promover a sustentabilidade na escola é uma tarefa dos pais e educadores, que com atitudes simples cultivem essa consciência nos pequenos.

A sustentabilidade se apoia no cuidado com as pessoas, a Terra e os recursos naturais. Esses eixos estão na escola.

 A Educação Ambiental é muito mais do que conscientizar sobre o lixo, a reciclagem e a poluição. É trabalhar situações que possibilitem a comunidade escolar pensar propostas de intervenção na realidade que nos cerca. Ela será o elo entre todas as disciplinas que favorecerá a valorização da vida e, consequentemente do meio ambiente.
Entretanto, na criança é mais fácil desenvolver a sensibilidade, o gosto e o amor pela natureza; já no adulto, algumas vezes, é preciso desenvolver o respeito.
Sabemos que o meio ambiente não é destruído por falta de conhecimento, mas sim devido ao estágio de desenvolvimento existente no mundo.

Partindo do princípio de que a educação ambiental é um processo longo e contínuo, devemos mudar nossos hábitos e atitudes de maneira espontânea. De um modo mais amplo, a sustentabilidade ambiental pode ser vista como um meio de abrandar e até de consertar, mesmo que lentamente, os estragos provocados pelo desenvolvimento industrial. E uma das maneiras de reverter o quadro de devastação é através da educação ambiental, que se passada corretamente, vai além da conservação do meio ambiente, proporcionando melhorias na qualidade de vida de todos nós.

 Mas afinal de contas, o que é sustentabilidade?

 A sustentabilidade na escola pode ser definida como um conjunto de práticas e ensinamentos, que ocorrem dentro do ambiente escolar, voltados para o desenvolvimento sustentável do planeta.
Exemplos de ações sustentáveis na escola:

- Criação de sistemas de reciclagem do lixo;

- Desenvolvimento de projetos voltados para a reutilização de materiais recicláveis (enfeites, papel reciclável, utensílios domésticos etc.);

- Criação, no espaço escolar, de uma horta orgânica, mantida pelos próprios alunos. Os vegetais colhidos podem ser utilizados na elaboração de lanches e merendas para os alunos ou, até mesmo, doados para instituições sociais e famílias carentes;

- Desenvolvimento de programas voltados para o plantio de árvores nas escolas ou na comunidade;

- Ações voltadas para o uso racional (com economia) de água e energia elétrica, evitando ao máximo o desperdício;

- Colocação, num espaço da escola, de recipientes destinados ao descarte de pilhas e baterias usadas. Estas deverão ser entregues a empresas que fazem o descarte adequado;

- Projeção, para os alunos, de filmes e documentários que mostrem os impactos ambientais provocados por ações humanas. Esta ação destina-se à informação e tomada de consciência por parte dos alunos;

Há inúmeras definições sobre o que seria uma escola sustentável, mas é justamente neste tripé que reside uma explicação detalhada que as escolas aderentes ao programa deverão atentar. Primeiro, com o uso de um espaço físico que cuida e educa, no qual as construções tenham um maior conforto térmico e acústico, a energia e a água sejam usadas de forma eficiente. Em seguida, com uma gestão que encoraje relações de respeito à diversidade e que seja mais democrática e participativa. Por último, a adoção de um currículo que estimule a visão complexa da educação integral e sustentável, estimulando a responsabilidade e o engajamento individual e coletivo na transformação local e global.

Projetos em educação e sustentabilidade devem “trazer o mundo para a escola e inserir a escola no mundo”. De maneira geral, esses projetos devem (ou deveriam) ousar e ir além das propostas isoladas de ecoeficiência, que geralmente empobrecem e resumem a sustentabilidade ao seu componente ambiental.

Um ponto fundamental de toda essa caminhada é sempre colocar os estudantes como protagonistas desde a elaboração do diagnóstico até a avaliação das ações implantadas, permitindo que conheçam melhor sua escola e sua comunidade. O professor está ali para auxiliar a caminhada, funcionando como tutor e não como aquele que detém o conhecimento e sabe o que é certo ou errado. Esse deslocamento do professor de sua posição onipotente estabelece uma relação mais saudável, o que favorece muito o diálogo e a busca conjunta por soluções.

Por sinal, consideramos o desenvolvimento da capacidade de propor soluções criativas para problemas coletivos por meio do diálogo democrático um dos grandes resultados positivos dos projetos de educação e sustentabilidade.

A prática da verdadeira sustentabilidade na escola é capaz de formar cidadãos responsáveis, que valorizam mais o coletivo que o individual, e os prepara para construir uma sociedade mais sustentável, justa e democrática para todos.

Atitudes como combater o desperdício e consumir de forma consciente são bons caminhos para a preservação da natureza.

Ser ecologicamente sustentável significa apostar num desenvolvimento que não desrespeite o planeta no presente e satisfaça as necessidades humanas sem comprometer o futuro da Terra e das próximas gerações.

 

Objetivos Gerais

·         Promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa da sustentabilidade do nosso planeta;

·         Implantar práticas sustentáveis na escola.

Objetivos Específicos

·         Identificar e promover atitudes sustentáveis no coletivo e, individualmente, agir coerentemente com elas;

·         Desenvolver atitudes diárias de respeito ao ambiente e à sustentabilidade, apoiadas nos conteúdos trabalhados em sala de aula;

·         Ampliar o interesse por projetos ambientais e se integrar em sua organização e implantação;

·         Conviver num ambiente agradável onde um possa respeitar o outro e todos respeitem a natureza;

·          Compreender o sentido de ser um cidadão consciente e participativo nas ações de preservação do meio ambiente;

·         Adotar posturas pessoais e comportamentos sociais construtivos, baseados na prática das virtudes, colaborando para a construção de uma sociedade justa, em um ambiente saudável;

·         Repensar e avaliar as atitudes diárias e a suas consequências no meio ambiente em que vivemos;

·         Despertar o interesse pelos diferentes tipos de leitura.
Produzir textos e histórias matemáticas utilizando assuntos e dados sobre as questões ambientais;

·         Estimular a mudança na prática de atitudes e a formação de novos hábitos com relação à utilização dos recursos naturais;

·         Favorecer a reflexão sobre a responsabilidade ética de nossa espécie e planeta para garantir um ambiente sustentável;

·         Participar de ações sociais que resgatem valores humanos, como respeito pela vida, responsabilidade, solidariedade, amizade e ética;

·         Envolver a comunidade escolar e família nesse processo de relações fraternas e preservação do meio ambiente;

·         Conhecer a realidade da sala de aula e pátio da escola para busca coletiva de soluções. (desperdício ou economia de papel, destino correto do lixo, torneiras abertas ou fechadas, lanche saudável ou prejudicial à saúde, preservação das árvores ou destruição, etc.);

·         Estabelecer diferença entre separar, reciclar e reutilizar.

 

Sugestão de temas atuais e que envolvem mudanças de atitudes

Consumo sustentável de água

Consumo sustentável de energia

Sustentabilidade e horta orgânica

Sustentabilidade e plantio de árvores

Sustentabilidade e reciclagem de resíduos

Sustentabilidade e biodiversidade – estudo das espécies e formas de organização na natureza

Extinção

Sustentabilidade e saúde – doenças e prevenção

Modificação de espaços sustentáveis

 

Sugestões de atividades

Confecção da logomarca do projeto com os alunos (concurso de desenhos);

Questões elaboradas pela turma, sobre lixo, animais, economia de luz e água, etc. para aplicar na vizinhança da escola e suas famílias e, posteriormente criar um gráfico e/ou tabela sobre o assunto em questão, para estudo em sala de aula;

Construção do Alfabeto Ecológico;

Coleta seletiva do lixo (Os três R’s da Educação Ambiental: Redução, Reutilização e Reciclagem);

Montagem de painel;

Produção de texto;

Teatro;

Música;

Passeios Ecológicos;

Construção do minhocário e horta;

Construção de objetos recicláveis como bancos, sofás etc.;

Reformulação dos espaços escolares (pátio/jardim /entrada etc.).

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Calendário Maio 2016


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR A VISUALIZAÇÃO


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR A VISUALIZAÇÃO

quarta-feira, 20 de abril de 2016

ÁRVORE GENEALÓGICA


Os 3° Anos A e C apresentaram na Entrada Coletiva de 01/04/2016, as pesquisas que os alunos realizaram sobre sua “Arvore Genealógica”.

Através dessa pesquisa, as crianças conheceram um pouco mais da história de suas famílias e entenderam como foram formadas.

Parabéns a todos que, com muito capricho, realizaram seus trabalhos!



 
Prof.ª Ana Claudia
3° Anos A e C

terça-feira, 19 de abril de 2016

Planta de alguns espaços da EMEB


Atividade-medida de comprimento

·         O 1° ano A do ciclo ll, mediu vários espaços da EMEB com passos (medida não padronizada);

·         Foi feita uma escala (1cm = 1 passo) para desenhar uma planta dos espaços;

·         A planta foi representada em papel quadriculado;

·         Os alunos fizeram um quebra-cabeça que resultou na planta de alguns espaços da escola;

·         O principal objetivo da atividade é para os alunos compreenderem as escalas presentes em mapas estudados que envolveram conteúdos de geografia, matemática e geometria.

 
                O 1° ano A do ciclo ll da professora Rita, fez uma atividade sobre os espaços da nossa escola.

                Utilizamos “passos” para medir o comprimento e a largura de cada espaço. Fizemos um cartaz com a representação da “planta” utilizando uma escala de 1 cm para um passo.

                O nosso cartaz está na parede da rampa, perto do refeitório.

Venha conhecer!

  


Giovanna Isa Joaquim Armbrust
Guilherme Felipe Moreira Aguero
Alunos do 1°Ano A do Ciclo II – participantes do Projeto “Pequenos escritores”

segunda-feira, 18 de abril de 2016

BRINCADEIRAS


                  A partir do Projeto Politico e Pedagógico, os 1°s Anos A e B farão uma oficina de brincadeiras com materiais reutilizáveis. Na ilustração da pintura dos azulejos, trabalhamos algumas brincadeiras das crianças brasileiras, historicamente favorecidas pelas culturas indígena, portuguesa e africana.

                Vivenciamos as regras de amizade e a solidariedade e comparamos o cotidiano rural das fazendas às transformações urbanas e a influência dos jogos eletrônicos e brinquedos atuais nos indivíduos, resgatando brincadeiras coletivas de roda.

Prof.ª Elenice
1° Ano inicial do Ciclo I B

domingo, 17 de abril de 2016

Cerâmicas que lembram as artes do povo Marajoara


                O 1º ano A do ciclo ll da professora Rita, fez uma atividade que estudou os povos indígenas, as cerâmicas e artes esculpidas na antiguidade.

                A professora Rita trouxe uma panela de barro, que lembra as panelas dos índios e potes, que lembram a arte Marajoara.

  Todos nós gostamos, foi legal e divertido.

 


Ana Clara
Laura
Alunas do 1°Ano A do Ciclo II – participantes do Projeto “Pequenos escritores”

sábado, 16 de abril de 2016

Mesas de Tênis de mesa e Pebolim


                  No dia 01/04/2016, a EMEB Mário de Andrade adquiriu novos equipamentos para aulas de Educação Física e intervalo – mesas de tênis de mesa e pebolim.

                Os professores de Educação Física orientaram a todas as crianças quanto ao uso apropriado dos equipamentos no dia-a-dia, reforçando a importância da conservação dos mesmos.

                Aproveitamos para lembrar a comunidade que este tipo de atividade está em consonância com o Projeto Político Pedagógico da escola, visando a ludicidade e a socialização dos educandos.

Prof. Alenaldo
Educação Física

sexta-feira, 15 de abril de 2016

ASSUNTO: Informações sobre entrega do Uniforme e Material Escolar.


                       Todos os alunos e alunas matriculados na Educação Básica receberão os seguintes itens do kit de uniforme escolar:

- 1 jaqueta

- 2 calças compridas

- 2 bermudas

- 2 camisetas manga longa

- 3 camisetas manga curta

- 3 pares de meia

- 1 tênis

- 1 mochila: somente para alunos ingressantes, Infantil IV e 1º. Ano do Ciclo I.

                 Informamos que, conforme compromisso assumido por essa Secretaria no início do ano letivo, iniciaremos a distribuição dos kits de uniformes a partir do dia 15 de Abril. 

                Serão entregues inicialmente mochilas para distribuição imediata aos alunos e alunas indicados. Na sequência, as empresas farão a distribuição dos demais itens.

                Desde já as equipes e conselhos escolares, deverão estar organizados para o processo de entrega dos uniformes aos familiares ou responsáveis.

                Sobre o material escolar:

                - finalizaremos essa semana a entrega dos brinquedos para unidades com atendimento das crianças de 0 a 3 anos;

                - a próxima entrega será dos itens de enxoval: jogo de lençol, edredom e toalha de banho;

                - os demais itens do material escolar estão em fase final do processo licitatório e terão as entregas iniciadas no princípio do mês de maio.
 

GSE, em 13 de abril de 2016.

                                                                          PAULO DIAS NEVES
                                                                      Secretário

(fonte: REDE n° 63 / 2016 – GSE)

O HOMEM NA HISTÓRIA


                  Durante este primeiro trimestre, na disciplina de história, nossa turma conversou muito sobre as diferenças que existem entre as pessoas, tanto na aparência como nos hábitos, costumes e cultura de um modo geral.

               
                Vimos diferentes exemplos dentro da nossa própria turma, evidenciando que somos diferentes e podemos fazer parte de famílias diferentes também.

                Fizemos uma viagem no tempo, e voltamos na época da Pré História; falamos como os homens viviam nesse período, como se alimentavam, como se vestiam, onde se protegiam, sua relação com a natureza, e como tudo sofreu evolução com o passar de milhões de anos.

                Após muitas aulas, rodas de conversas, rodas de curiosidades que a professora levou para os alunos, assistimos ao filme “Os Croods”, no espaço da biblioteca. Os alunos puderam observar algumas das diferenças entre o homem Pré Histórico e o homem atual, características físicas e de comportamento. Também tiveram contato com a revista recreio que trazia curiosidades dos personagens do filme.

                Em seguida, os alunos registraram suas observações do filme, desenhando as partes que mais lhes chamaram a atenção.



Prof.ª Michele
1° Ano inicial do Ciclo I A

quarta-feira, 13 de abril de 2016

3° Campeonato ARKOS de Leitura no Mário de Andrade


                
               No dia 28 de março de 2016 demos início ao 3° Campeonato ARKOS de Leitura, com a inscrição de todos os alunos da nossa escola. A ARKOS é uma iniciativa brasileira inspirada em projetos internacionais de grande sucesso. A ideia principal é usar a web em conjunto com conceitos conhecidos de jogos para incentivar as crianças a lerem mais, complementando, assim, o trabalho regular da escola.

                Este projeto adotado pela nossa escola tem por objetivo estimular a leitura de uma forma interativa e lúdica, buscando desenvolver o interesse dos alunos na busca de conhecimentos possíveis a partir da leitura de diferentes textos dispostos nos livros indicados no campeonato. O sucesso deste projeto não depende apenas das ações desenvolvidas na escola, mas sim das ações e incentivo das famílias.

                Vale lembrar que em 2015 os alunos Ryan Veloso Tavarez e Maria Fernanda Vieira Santos destacaram-se nas pontuações e receberam certificados de 2° e 3° lugar respectivamente na categorial individual.  Também em 2015, tivemos premiação aos alunos do 2° ano A da Professora Ivani e ao 5° ano B da Professora Alexandra, ambos em 1° lugar no ranking Brasil, o que muito nos orgulhou, porém precisamos destacar que a premiação maior está em poder despertar e incentivar a prática da leitura em nossos alunos e, desta forma, parabenizamos a todos pela participação. 

                Na 1ª fase, que vai até o dia 05 de agosto de 2016, os alunos estarão competindo nacionalmente e serão divididos em cores diferentes, de acordo com a pontuação que  alcançarem.     

                As ações a serem realizadas na escola serão planejadas pelo professor da turma nos diferentes espaços que temos (BEI/LAB de Informática e outros), através dos recursos, como nets em sala de aula e recreio, os diversos computadores nos espaços de Laboratório de Informática e BEI, empréstimo de livros aos alunos e aos pais realizados pela BEI, e ainda a leitura em sala de aula do material indicado pelo projeto. É importante reforçar que este planejamento será realizado de forma individual por cada turma de acordo com as demais demandas de ensino, porém cada família poderá incentivar o seu filho com leituras e participação nas atividades em casa.

                Contamos com a participação de todos para o sucesso do projeto e a efetiva aprendizagem dos nossos alunos, tornando-os excelentes leitores.


Roberto João Julião Junior
Agente de Biblioteca e Arquivo
Biblioteca Escolar Interativa Mário de Andrade